Desvende suas crenças limitantes e se livre delas para seu crescimento

Parece simples assim mas não é...

Todos nós temos crenças positivas ou negativas, um aprendizado que se inicia a partir do momento em que somos concebidos, desde o útero materno, quando surgem os primeiros sentimentos e expectativas de nossos pais e parentes, onde já recebemos as influências do mundo externo, o porquê e como estamos sendo recebidos neste mundo.

Ao nascermos somos folhas em branco e dependentes de todos ao nosso redor, de quem recebemos todo tipo de influência.

É curioso observar que a criança não tem limites nem temores, se arrisca e confia nos adultos que vão nortear suas descobertas e muitas vezes cerceiam suas iniciativas através dos limites, e com isso são introjetadas as primeiras crenças.

A palavra crença é definida como a ação de crer na verdade ou na possibilidade, no âmbito religioso se caracteriza pela fé. Nossa forma de ver e atuar no mundo está diretamente ligada às nossas crenças.

As crenças são verdades que se consolidam a partir do que se ouve e se vê, tornam-se verdades absolutas, sempre recorremos a elas para nossas tomadas de decisões e isso caracteriza nossa individualidade. Em situações semelhantes, cada pessoa tem a sua forma de agir conforme suas crenças e suas atitudes podem não ser compreendidas por quem está próximo - já que tem outras crenças, com comentários como “Eu não teria feito isso...”

As crenças são aprendizagens que são incorporadas ao longo da vida, através da família e da sociedade e a partir de onde criamos nossas próprias crenças, que se tornam nossas verdades e que sedimentam nossos valores e atitudes.

As Crenças podem interferir de forma positiva ou negativa em nossa forma de atuar no mundo, mas nem sempre nos apercebemos, e podem se tornar ciclos repetitivos de atitudes que norteiam o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Quando o ciclo repetitivo é negativo, traz prejuízos para a pessoa que pode simplesmente aceitar ou despertar para a necessidade de mudança e buscar os motivos de nunca fazer as escolhas certas, de estar com pessoas que não lhe acrescentam e só sugam sua energia, ou o motivo de abandonar projetos idealizados e promissores, e até praticar a auto sabotagem...

No momento em que a “ficha cai”, a pessoa pode entender que algo está errado e que talvez sejam as tais Crenças Limitantes que estão interferindo nas suas tomadas de decisão.

Mas este não é um processo tão claro assim. Por vezes, ocorre a ajuda de alguém do seu convívio para apontar o que percebe como: “Porque será que isso sempre acontece com você”... ou “Parece que algo de errado acontece quando você está chegando no seu objetivo”...

É interessante quando no processo de Coaching estou trabalhando algum aspecto com meu cliente e percebo que algo não flui como deveria, então analiso suas falas e percebo aonde está o nó que o impede de progredir. Assim, levanto um insight que permite deslindar a Crença Limitante para que o cliente siga em frente na direção de suas metas e objetivos.

Algumas falas que identificam uma Crença Limitante:

“Em casa sempre ouvi que eu não ia dar certo, por isso estou feliz onde cheguei...”

“Sou muito inteligente para essas coisas de trabalho, mas na vida pessoal sou sem sorte...”

“Sempre tem algo que atrapalha e não consigo alcançar meus objetivos...”

“Não nasci para ter dinheiro, só para trabalhar...”

Por outro lado, as pessoas com Crenças Positivas são nutridas pela energia de fazer e acontecer, acreditam no seu poder pessoal e profissional que as levam a atingir seus objetivos, nunca perdem uma oportunidade, transformam a realidade a sua volta, são protagonistas da própria estória e muitas vezes de outros, agindo como Líderes determinados.

As pessoas com Crenças Limitantes vivem um ciclo vicioso que precisa ser interrompido, mas como fazer isso?

Primeiro é necessário voltar na sua estória, perceber como foi sua trajetória, as expectativas familiares a seu respeito, como foi sua formação escolar, os fatos mais marcantes, se houve bullying em algum momento de sua vida.

É preciso entender os sentimentos e emoções associados aos fatos ocorridos, pode-se até utilizar de um exercício de meditação ou introspecção; escrever palavras e frases é importante.

Num segundo momento, o ideal é transcrever as mesmas palavras ou frases de forma positiva e colar na sua agenda, no espelho de sua casa, do carro, assim toda a vez que tiver o ímpeto de retomar o ciclo vicioso das crenças limitantes, busque essas frases para agir assertivamente.

Procure estabelecer metas de mudanças, vibre e comemore cada evento ou fato novo onde perceba que o ciclo vicioso foi interrompido e você ganhou dele!

Transformar Crenças Limitantes em Crenças Determinantes para um comportamento assertivo é poder abrir portas para uma vida melhor, com novas perspectivas.

Isso permite à pessoa alcançar seus objetivos e construir uma carreira profissional consistente.

Por isso “Nunca seja um escravo dos padrões que plantam em você. ” (Augusto Cury)

Natalia Marques Antunes – Master Coach, Psicóloga, Palestrante.

.



O seu navegador não é recomendado para uma boa navegação neste site.
Para uma melhor visualização do site atualize-o ou escolha outro navegador.
Saiba mais...
Google ChromeMozilla FirefoxApple SafariOpera